Despedace e refloreça

Abertas as janelas do amanhecer
Que seja pura e não perfeita
Tenha força para lutar
E coragem ao perder

Transmita ironias que lhe faça acordar
Não apenas facas atiradas ao seu redor
Sem respirar tudo parece necessário e nítido
Inebriante solução
Para nós os raios que cortam o céu
Servirão de bateria
Iluminando
A asfixia

Grite, enfrente, são apenas inimigos
Respiração ofegante, apenas relaxe
Os piores traumas são escolhidos, embrulhados e escondidos
No giro frontal superior, na ínsula e no putâmen

Doce decadência
Eu me perdi por algum tempo
Não me importo em confessar
É preciso sangrar e não acreditar
É melhor apenas viver e não se importar
As sombras sempre estarão atrás de nós
Existem coisas que simplesmente
Nunca serão explicadas
Nunca mudarão

Experimente, dance, abrace a alucinação

Mas o que faço eu com essa mente
Teimosa e inreceptiva
Jurando que os heróis são apenas invenções
Curativos do passado
Vista-se com a pele do leopardo
Crie a vida usando as forças de Amon
Despedace e refloreça
Amadureça, apodreça
Se misture ao ar
Para que um dia possamos respirar seu amoníaco

Anúncios

~ por Cirurgião em dezembro 16, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: