Olá, minha janela.

Só queria realmente saber, quantos olás tenho que dizer,
para falar adeus.

Olá, espero que esse seja, sim, o último olá que digo a você.

Quanta contradição.

Janelas me dão uma sensação de insegurança.
Olho para elas como se fossem me engolir,

para um mundo de que me protejo, arduamente.

Qual o sentido das janelas?

Um dia um estranho apareceu e entonou, em bom tom:

“Olá!”

Aquele dia, eu acho que o mundo me deu, finalmente seu adeus.

Qual o sentido das janelas?

Mostrar o mundo que querem!

Malditas sim, essas janelas.

Estranhos não falam comigo, nunca falariam.

“Olá!” ?

nunca!

nunca gostei mesmo de janelas,

“Ei ei, olhe a árvore ali, do outro lado da rua.”

Linda.

Janelas não têm de ter sentido.
Elas são, apenas isso.
Como nós.

Faça-nos um favor.

Diga um esplendoroso olá! quando passar por uma janela, elas merecem.

Quem sabe o que elas reservam a você.

Anúncios

~ por Morte. em dezembro 15, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: