Revivo-o

E Hoje, Está decidido!
Como, quando se toca em seda,
E com medo de rasgar sua fibra,
Retira-se a mão graciosamente
com largos movimentos,
para que assim,
eu não assuste nosso espectador,
que pense que é arte!

faço o mesmo com nosso falecido,
Retorno-o a vida!
e peço,
ternas desculpas, por cada segundo que o deixei,
encostado, em qualquer sarjeta suja.

A saudade me chamou neste momento,
apenas mais essa vez,
apenas para beija-lo,
e assim,
Deita-lo, dignamente.

Anúncios

~ por Morte. em maio 26, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: