Suicidio de auto-ajuda!

No canto,lá estava,quase 200kg,16 anos,sentado de indiozinho,ao lado de uma garrafa de pinga branca camuflada,e do outro lado,1/2 masso de cigarro barato,no meio das pernas um livro de poesias de Fernando Pessoa.O dia cinza daqueles que o sol vem só pra dizer “oi”,e traz consigo uma garoa fina e chata.em volta do canto,paredes verdes,arvores,muitas arvores para combinar com o tom,e ali estava o menino gordo,quase que embreagado,mas isso não era motivo de amnesia,bem que ele queria que fosse,esquecer de quanrtos ele era,o gordão,o elefante,o baleia,o caso de melancia,o quebra balança,anatomia desfavorecida,e outros personagens quase heteronimos,destroçavam seu ego.já esgotado,sentindo que ele,como pessoa,já não pode prosseguir,que seus sentimentos acabaram,que será quem é agora,pra sempre,resolve mudar,algo está escondido no bolso da blusa,uma ARMA,algo de alto valor sentimental,algo que pode fazer ele esquecer quem ele é,como ele é e tudo que SÃO!

A arma esta apontada em sua cabeça,e será fatal sua escolha,suicidio?pensou,entornou mais um gole de pinga branca e caiu no chão,com todas as vertentes dele mesmo,aquelas que destroçará seu ego.então,depois de alguns minutos,levantou ,como se tivesse resucitado,e caminhou em direção das mães dos a pouco mortos,e disse:

-Olá,sou o menino GORDO!

Anúncios

~ por Cirurgião em abril 9, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: