Devagar, A cidade cresce.

A cidade cresceu como câncer

Tomou cada válvula de meu corpo,

Cada fibra,

Cada neurônio,

Cada,

Alma!

 

 

Disléxico!

Heterofóbico!

Desnutrido!

Resmungante!

Intrigante!

 

O mendigo vai devagar,

O catador de lixo vai devagar,

A máquina de coca cola, Não vai.

 

Infelizmente,

As janelas não olham.

 

Não olham, Nem para si mesmas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

~ por Morte. em abril 8, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: