Dança.

Tenho

Dó,

Daqueles que dizem,

Que a prosa,

A arte mais bela.

Pois vos digo,

Infelizes,

A prosa,

Está no coração já endurecido.

Pois, esquecem de suas crianças!

Esquecem das danças,

Dos ritmos.

De viver!

Pois, tenho dó.

De mim mesmo.

O qual, nao proseia,

Nem poemeia.

Não danço,

Não canto.

Anúncios

~ por Morte. em abril 4, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: