O conto da carencia

Espera caro leitor,antes de ler esse conto de quem te conta,esteja previamente avisado que você tenha estomago para ouvir tanta baixaria e sujeira de  todos os pequenos modos dos detalhes infames de cada gesto humano, olhe de tal forma que no personagem você veja a maldita carencia,ser que não se tem, nem contém aos outros seus sentimentos,na verdade contém a ninguem,todos cheiram seu feromonio explicitamente exposto a pele,espero que segure seu estomago,que termine de ler tamanho escrupulo de bordel e sargeta:

“A personagem é tão pervetidamente cega e admiradora das coisas efemeras,que resolvi não contar sua historia,a não ser que seja de unanime comentarios nesse texto,mas melhor vocês não quererem saber o que ja sabem,pessoas carente realmente são como eu,esperando alguem olhar,aplaudir,elogiar,reverenciar para poder ir mais longe,e sempre acaba indo longe demais”

Anúncios

~ por Cirurgião em março 25, 2011.

7 Respostas to “O conto da carencia”

  1. por favor prosiga!!

  2. esperando conhecer esse conto por completo.

  3. Hm… Conta ‘-‘

  4. vai em frente ae XD

  5. Conta não. CONTA NÃO. BWAWAWAWA (Paciente)

  6. de nos não sei,mas de mim é ao certo que não

  7. E lhe digo, Chapeuzinho.

    Seria essa personagem, tão diferente de nós?

    Peço,

    que conte-nos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: