Eleva(dor)

Térreo
Som do abrir, e fechando
Aquela sensação de pressão no ouvido que não tinha
desde que era criança (nessa situação)
Todos quietos

2ºAndar
Ela se mexe um pouco
Não entra ninguém
Todos quietos

3ºAndar
Saiu o velhinho
Entra um gordinho
Ele faz uma saudação geral abaixando um pouco a cabeça,
Ela se ofereçe para apertar o botão do andar dele,
Ele diz ser o milésimo.
Ela aperta o botão do milésimo andar

4ºAndar
Todos olhando para o nada
Ninguém entra

5ºAndar
O gordinho sai
Ela acha estranho,
mas fica na dela

6ºAndar
Eu vejo as horas
O celular diz ser 2:06 am, 1 de Janeiro de 2000
eu rio em um sorriso tímido

7ºAndar
A moça tenta sair

8ºAndar
A moça grita
NInguém entra

9ºAndar
A moça ainda grita
Ninguém entra

10ºAndar
A moça continua gritando
A porta abre
Um calvo ais ou menos da minha idade disfarça, nem

entra

11ºAndar
A moça parece exausta de gritar
A roupa dela rasgou
Ninguém entra

12ºAndar
A moça chora e grita baixinho
a coxa dela está avermelhada

14ºAndar
A moça volta a gritar
a calçinha dela está no joelho
ninguém entrou

15ºAndar
Eu vejo as horas
O celular diz ser 2:07 am, 1 de Janeiro de 2000
A moça olha minha alma
A calçinha está no calcanhar

16ºAndar
A porta abre
Eu percebi agora como estou arranhado
Uma mulher viúva grita ao ver meu rosto arranhado
A moça grita meio sem voz
A calçinha está em apenas um dos calcanhares

17º Andar

18º Andar

19º Andar

20º Andar

21º Andar

22º Andar
A moça parece machucada
Eu estou suado
Minha camisa está amarrotada

23º Andar
A moça está quieta
Vejo as horas, 2:09 am, 1 de Janeiro de 2000
Tenho certeza que estamos em 2011
Isso acontece quando você tira a bateria do celular,
o sistema via satélite que ajusta hora/data às veses

não funciona.

24º Andar
A porta abre
O minotauro entra
Pergunta se sobe ou desce
Digo que desce
Ela está de olhos fechados, no cantinho

25º Andar
A porta abre
O minotauro sai aporriado da vida
A moça grita
A blusa dela está levantada
Seu rosto, vermelho e inchado

26º Andar
Sinto o soco que o minotauro me deu
ORDINÁRIO
Meu celular toca
Não atendo
A moça parou de chorar
A calçinha está vestida novamente
A blusa está abaixada

27º Andar
O celular toca denovo, é minha mulher, não atendo
O celular diz ser 2:06 am, 1 de Janeiro de 2000

13º Andar

PUTA, CALA BOCA, BOQUETEIRA GORDA, FICA QUETA, PORRA,

NINGUÉM VAI OUVIR, NINGUÉM LIGA PRA UMA ESCROTA IGUAL

VOCÊ, BO-QUE-TEI-RA, E TÁ CHORANDO POR QUE? QUER

MORRER? EU TE MATO AGORA, É SÓ PEDIR, SUA CHUPA PINTO

DE MAL GOSTO, NOJENTA DO CARALHO.

28º Andar:

Anúncios

~ por Cirurgião em fevereiro 23, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: