O novo ser e o urso!

Terra
Fogo
Ar
Água

O fogo se entrelaçou com a água
Em um romance infinito e puro

O ar não se entrelaçou com a terra
Pois a terra era perversa

O urso surgiu
O céu caiu
O ar sumiu
O romance infinito acabou
Pois o fogo morreu
A água solitária
Devastou tudo
Em sua revolta pura sem romance
O céu na terra
Fez o Ar se matar
Sobrou a água e a terra
A água alastrou a terra
Ainda tinha o céu
Que estava na terra
Mas ficou doente ao cair
E morreu também
Sobrou a água
E um novo ser
Que a matou
Só tinha o novo ser

Romance nenhum sobrou
Elemento nenhum sobrou
Só o novo ser
O novo ser e o urso
Lutaram pela eternidade toda
E ainda lutam
Pois ambos são imortais
Mas ambos ambicionam matar um ao outro

Anúncios

~ por Cirurgião em fevereiro 18, 2011.

3 Respostas to “O novo ser e o urso!”

  1. Gostei muito desse também. Por pura curiosidade, você poderia revelar por que motivo utilizou o mesmo animal, o Urso, eu seus três últimos poemas semelhantes? (bah, quanta formalidade =S)

  2. […] This post was mentioned on Twitter by poeta maldito , poeta maldito . poeta maldito said: https://cirurgiacerebral.wordpress.com/2011/02/18/o-novo-ser-e-o-urso/ Mais um poemasurrealista para vocês contemplarem! […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: