E eu saudo o passado como se estivesse me despedindo, com aquela lágrima no canto de meu olho.

 

Nunca pensei que fosse tao rápido,

 

Tão doloroso.

 

E eu realmente nao acho que posso sentir mais nada.

 

Depois de tudo que passei,

 

Depois de tantas,

 

tantos.

 

A lagrima escorre,

 

Trazendo algumas mais,

 

Como em uma corrente,

 

Qual sempre engrossa.

 

Presente passado esse.

 

Em qual já nao posso sentir mais nada.

Anúncios

~ por Cirurgião em fevereiro 2, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: