A palavra nunca antes verdadeira

Apetecer de um vocabulário formoso
Tem talvez se mostrado um forte meu
Uma coisa um tanto fácil, e até rápida
Rápida e versátil

Usufruir de métricas em meus poemas
Tem sido fácil
Mesmo que eu não queira uma
Rápido e versátil

Usufruir de metáforas
Talvez tenha sido um fracasso
Embora eu até consiga dar um conteúdo exacerbado
De qualquer forma, rápido e versátil

Mas o que tem se mostrado um talvez fracasso meu
São os poemas de amor
Sai um trecho com três ou quatro “eu te amo”
talvez um fracasso, mas nunca antes,
um fracasso com palavras tão verdadeiras

Não sabia como escrever esse texto
E não sei como concluir
Talvez com um “eu te amo”
Ou um “eu te amo muito”

Melhor então, concluirei com uma palavra
Curta, talvez amedrontadora,
mas nunca antes, uma palavra tão verdadeira
A palavra então:

Amor

Anúncios

~ por Cirurgião em janeiro 9, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: