Na arte eu vivo, na arte eu sou!

Na arte eu sou
Na arte eu posso
Na arte eu encontro

Perdido estava
Morto talvez
Vivo agora
Na arte só mais uma vez

E essa vez não acaba
Pois só lá eu sou
Só lá eu vivo
Só lá eu encontro

É na arte que tudo acontece
É na arte que vivo

E principalmente
É na arte que morro

Anúncios

~ por Cirurgião em janeiro 5, 2011.

3 Respostas to “Na arte eu vivo, na arte eu sou!”

  1. Esse poema serve para um “eu” meu. Só não sei ainda se no “eu” verdadeiro a arte me mata ou me vivifica.

  2. minha arte, não me deixa viva, pelo contrário me mata aos poucos especialmente minha alma!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: