Pedro pedreiro que morrera de sorte da cara tão cara!

O cara olhou pra cara do outro cara
E o preço da cara era um tanto cara
Pedro era pedreiro e não podia pagar
A cara do cara era um tanto cara

A morte da sorte que morre sortudo
Pedro não pode pagar a cara do cara
Porque é muito cara

Poema curto como a cara do cara
Que era tão cara e a morte da sorte
Que morreu sortuda!

Pedro, Pedro pedreiro ainda não podia pagar a cara do cara que era tão cara
Pedro, Pedro Pedreiro morreu de sorte uma morte sortuda de se ver!

Anúncios

~ por Cirurgião em dezembro 31, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: