Um flautista qualquer

Eu não sou nada
De que vale ?
As coisas belas da vida
A partir do momento
Que não me igualo a elas

Contemplar a beleza dos seres
A beleza da natureza
A esplêndidade das estrelas
A imensidão do universo

As constelações incontáveis
Unidas a galáxias imensuraveis
Medida de um universo sem tamanho a contar
De que vale?

Eu vos digo de que vale
Uma esperança chucra
Vale para nos mostrar que não somos nada
Nada perto de um universo sem tamanhos a medir

Nada!

Por isso torno a repetir:
Eu não sou nada!

Anúncios

~ por Cirurgião em dezembro 28, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: