Nostalgia

Nostalgia

Perdido em sonhos que nem existiram
Foi aí que me encontrei
Quando me dei conta da realidade
Já não estava mais entre nós

Ou devo dizer, entre vocês?

A nostalgia fez com que eu me perdesse
E quando me dei conta já morto eu estava
E como um cadaver seco, ou espirito perambulante
Como preferir

Já havia perdido todas as esperanças

O que eu fiz?
O que houve?
Me suicidei?
Me enfiei em ácido e drogas cada vez mais fortes?

Não sei te dizer

Mas meu final é isso
Retrofilia
Esquecimento
Morte

De qualquer forma, sei que morri por minha própria culpa, então devo confessar
Foi suícidio!

Anúncios

~ por Cirurgião em dezembro 23, 2010.

Uma resposta to “Nostalgia”

  1. Esse poema causa reflexão,gostei muito dele…
    Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: